17 de jun de 2016

Rei do tráfico é morto no Paraguai com 16 tiros e cidade brasileira tem toque de recolher


Conhecido como herdeiro do posto de rei do tráfico que era de Fernandinho Beira-Mar, o brasileiro Jorge Rafaat Toumani, foi morto com 16 tiros na noite de quarta-feira (15). O traficante estava dentro de uma caminhonete blindada, mas mesmo assim foi atingido pelos tiros feitos por uma metralhadora antiaérea .50. O crime aconteceu na cidade de Pedro Juan Caballero, no Paraguai, e provocou tensão na fronteira entre Brasil e Paraguai. Segundo o jornal O Globo, tanques do Exército estão nas ruas de Ponta Porã, no Mato Grosso do Sul, para garantir a segurança após toque de recolher imposto por outros traficantes. Para o secretário de Segurança do Rio de Janeiro, José Mariano Beltrame, a situação é preocupante para o Brasil. Em entrevista, ele disse que a morte de Rafaat vai mexer com o futuro da criminalidade no país.

 "Ele era antigo fornecedor de drogas e armas do Paraguai, não permitia e não gostava que brasileiros se estabelecessem no país. Ele foi morto de forma cinematográfica. Temos relatórios informando que uma facção de São Paulo está no Paraguai há bastante tempo. Se isso está acontecendo, teremos brasileiros deste grupo de traficantes trazendo armas e drogas até São Paulo. De lá, serão distribuídas para o país todo. É algo muito sério. O Brasil, como nação, precisa tomar uma providência", afirmou. Ainda de acordo com O Globo, Rafaat era conhecido como um empresário no Paraguai. Uma das lojas de pneus dele amanheceu queimada. No Brasil, ele era condenado por tráfico desde 2014, por um crime cometido em 2004.
 

Camacan Bahia Copyright © -- Site criado em 25/06/2011 #Camacan Bahia# 2011/2015