13 de out de 2015

Maioria dos artistas contratados para a Festa do São João na Bahia ainda não foram pagos


Quase quatro meses depois do período do São João, a maior parte de um grupo de 39 artistas contratados para se apresentar nas festas juninas da capital e interior ainda não viu a cor dos cachês que deveriam ser pagos pela Bahiatursa. “Eu e muitos outros ligamos com frequência para saber quando vamos receber, mas nunca nos dizem nada de concreto. Apenas que há problemas burocráticos com a Procuradoria-Geral do Estado. Data que é bom, nenhuma”, disse um conhecido cantor e compositor baiano, que pede para não ser identificado, segundo ele, por temor de “entrar na geladeira” do órgão. Traduzindo, ser excluído da lista de contratados para eventos de grande porte, como o Carnaval. O atraso nos repasses – cujos valores vão de R$ 15 mil, para nomes menos conhecidos, a cerca de R$ 100 mil, no caso de atrações com maior público – foi confirmado à Satélite por outros três forrozeiros da Bahia. Todos eles também pedem para não ter a identidade revelada, mas alegam que precisam pagar músicos, débitos com custos de produção e equipe técnica. 


Em nota enviada à coluna, a Secretaria de Comunicação Social do Governo (Secom) evita falar em atraso, embora quem não recebeu a verba garanta que os cachês de São João eram geralmente pagos até 45 dias após a apresentação. O órgão diz apenas que a “Bahiatursa iniciou no final de setembro o pagamento dos 39 artistas que participaram do chamamento por meio de edital publicado no Diário Oficial” e que “todos serão pagos o mais breve possível”. A Secom, contudo, não informa quantos artistas já receberam desde o fim do mês passado os cachês devidos pela Bahiatursa, bem como o motivo da demora e a data exata para regularização dos débitos. Também ficaram sem resposta as indagações sobre por que atrações nacionais que se apresentaram este ano no São João do Pelô, como os cantores Elba e Zé Ramalho, foram pagos, enquanto dezenas de cantores e bandas da Bahia que tocaram no mesmo palco não. (Fonte: Correio da Bahia/Satélite)
 

Camacan Bahia Copyright © -- Site criado em 25/06/2011 #Camacan Bahia# 2011/2015