2 de out de 2015

Dia da Bíblia é comemorado por católicos em Canavieiras com procissão e missa



A Paróquia de São Boaventura comemorou nesta quarta-feira (30), o Dia da Bíblia, com celebrações religiosas, a exemplo de uma procissão no trajeto entre a avenida Osmário Batista, Rua 13 até a Igreja Matriz de São Boaventura, onde foram realizados vários atos. Durante todo o mês de setembro, a Igreja Católica vem realizando reflexões sobre os temas abordados na Bíblia, que revelam e instruem os que a estudam.
O evento foi animado pela Juventude do Movimento Escalada, da Paróquia de São Boaventura (em cima de um mini trio), que cantou hinos religiosos durante toda a procissão e durante o encerramento do evento, com pequenas encenações de passagens bíblicas. Entre esses atos, o Presépio Vivo, a Última Ceia, a Samaritana à beira do poço e o Filho Pródigo.
Segundo explica o Padre Euvaldo Santana, a Bíblia é o elo da comunicação entre Deus que se revela e a pessoa que acolhe e responde à revelação. Para ele, a Bíblia é contra passagens pelo tempo do “Povo de Deus”, que teve o dom de interpretar sua realidade e compreender que a vida é um projeto de amor que parte e volta para Deus. E em 2015, o livro proposto para a reflexão foi o Evangelho de João.
Informa o Ministro da Palavra Hélio Xavier, que o lema proposto pela Igreja: “Permanecei no meu amor para produzir muitos frutos”, e o tema, “Discípulos missionários a partir do Evangelho de João”, foram excelentes para trabalhar com a comunidade. Em Canavieiras, durante todo o mês associações e pastorais fizeram visitas às famílias com a finalidade de refletir sobre o lema e o tema escolhidos.
Para Hélio Xavier, a Igreja Católica se fortalece com o ensinamento do Papa Francisco, levando a palavra e o amor de Deus, conforme prega o Evangelho de João. E ele explica que não se trata de um amor qualquer e sim do amor de Cristo. “A vivência desse amor nas comunidades cristãs é a principal força missionária, daí as constantes visitas às residências durante todo o mês de setembro”, ressaltou Xavier.
Ao encerrar o evento na Praça de São Boaventura, o seminarista Aílton teceu comentários em relação a importância da Bíblia sobre os cristãos, enfatizando o mandamento do amor e a busca por fortalecer e aprofundar a fé. Segundo ele, Cristo não discriminava e tratava a todos como filhos de Deus, pregando o amor e o aprofundamento da fé.
Comemorações diferentes - Os católicos celebram o dia da Bíblia em 30 de setembro, em coincidência com a memória de São Jerônimo, que foi o tradutor da Bíblia para o latim. Sua obra é conhecida com o nome de Vulgata. São Jerônimo viveu no final do século IV, fez a tradução em uma das grutas anexas a do nascimento de Jesus em Belém, e esta tradução foi à Bíblia oficial da Igreja católica durante muitos séculos. No Brasil, além desse dia, os católicos dedicam, em modo especial, o mês de setembro de cada ano à leitura e estudo da Palavra de Deus.
Protestantes - Os protestantes celebram o Dia da Bíblia no segundo domingo de dezembro. Essa tradição vem da Europa, do século XVI, quando se dava uma ênfase especial à Palavra de Deus no segundo domingo do Advento, tempo de preparação para o Natal. Os países europeus tem uma preparação incomum para o Natal. É uma das mais belas festas comemorada durante o ano. Tudo convida para se aproximar de Deus. Seja as celebrações nas Igrejas ou as feiras populares nas praças ao lado das Igrejas com os bazares de Natal.
 

Camacan Bahia Copyright © -- Site criado em 25/06/2011 #Camacan Bahia# 2011/2015