17 de mai de 2016

Sindicato pode ter sido usado para ação politiqueira prévia a pesquisa de intenção política no município de Una

A prefeita Diane Rusciolelli da cidade de Una/Ba poderá protocolar uma ação criminal e outra na Justiça Eleitoral contra os dirigentes do Sindicato dos Servidores Públicos por insinuação caluniosa de desvio de dinheiro público e como tentativa de manipular intenção em pesquisa realizada nesse fim de semana na cidade, de acordo com a opinião de um jurista renomado da região.

A ação da gestora pode acontecer porque o Sindicato dos Servidores Públicos da cidade (administrado por um declarado cabo eleitoral de um dos candidatos da oposição para essa eleição) realizou nessa sexta (13), sábado (14) e domingo (15), uma distribuição de panfleto tendenciosa e no mínimo curiosa e que também foi publicada no Site de informação do presidente que também é bancado pelo Sindicato, conforme propaganda caracterizada na sua página.

Sem dar direito nenhum de defesa ou explicação por parte da gestão, o Sindicato distribuiu cópias dos contratos com valores dos contratos de serviço prestados pelas Cooperativas da Saúde em pontos estratégicos em todo o município na tentativa de mostrar um aumento significativo pago pelo poder público a Cooperativa que paga os servidores da saúde. Sendo que, isso aconteceu em 2014, cujo contrato e razões fora devidamente examinadas pelo TCM (Tribunal de Contas dos Municípios) que não rejeitou a ação.  Veja: Servidores da Saúde! Ou seja, além dos erros de divulgação tendenciosa, é o Sindicato dos Servidores indo de encontro aos próprios servidores.

A ação era para mostrar um suposto aumento abusivo e tendencioso, já que em nenhum momento foi explicado para a população às razões do aumento e nem dado a oportunidade para o governo explicar.

Por coincidência ou não, no domingo, exatamente nos mesmos pontos e lugares onde o folheto foi distribuído pelos sindicalistas, aconteceu uma pesquisa de opinião popular para intenções política. É muita coincidência!

A de ressaltar que não cabe esse tipo de ação por parte do Sindicato. Para  isso existe o Ministério Público que age com ação investigativa e a Câmara de Vereadores. “Será que o presidente do Sindicato começou a acha que a Câmara e o Ministério Público são incompetentes? Ou será que o objetivo era mesmo jogar o povo contra o governo exatamente quando estava acontecendo uma pesquisa de intenção de votos na cidade com o objetivo de manipular as intenções de voto? Se essa for à intenção do Sindicalista, é bom ficar alerta presidente, porque o povo não estar mais burro como pensa e como estão acostumados a agir os velhos da política unense?  

O fato é que, de acordo com as ações dos líderes, os Sindicatos estão colocando dúvidas na cabeça de seus filiados e da população quanto à idoneidade política de suas ações. O líder do Sindicato dos Professores e vereador na cidade está sob ordens do partido dos Birschner (hoje oposição), e o presidente do Sindicato dos Servidores é cabo eleitoral de outro candidato da oposição.    
           
Exatamente nesse local aconteceu uma pesquisa de intenção de voto no dia seguinte

O presidente não cansava de dizer que aos abordados que
a prefeita tava agindo de má fé 

no dia seguinte aconteceu uma pesquisa de intenção de votos em Vila Brasil
 

Jabinho Sena Copyright © -- Site criado em 25/06/2011 #Camacan Bahia# 2011/2015