25 de set de 2015

Canavieiras: Shows culturais e palestras marcam a 9ª Primavera dos Museus



“Museus e Memórias Indígenas” é o tema abordado na 9ª Primavera de Museus, programa desenvolvido em todo o país, no período de 21 a 27 de setembro de 2015, pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), do Ministério da Cultural. Em Canavieiras, o evento foi realizado na terça-feira (22), pela Filarmônica 2 de Janeiro, que é um dos Pontos de Cultura do Brasil. De acordo com a coordenadora do evento em Canavieiras, Maria Áurea de Souza, o tema Museus e Memórias Indígenas provoca uma reflexão sobre a diversidade sociocultural dos mais de 200 povos indígenas que vivem no Brasil. Para ela, esses povos se constituem num dos maiores patrimônios existente no território nacional e devem ser objeto de estudo e respeito. E para comemorar a 9ª Primavera de Museus, a Filarmônica 2 de Janeiro promoveu um evento para os alunos da rede pública de ensino e a comunidade em geral. Show musical com a Filarmônica 2 de Janeiro, apresentações culturais e palestras dissertando sobre a importância dos povos indígenas foram atividades desenvolvidas durante o encontro. Para a coordenadora Maria Áurea, o tema Museus e Memórias Indígenas é muito instigante pelo vasto cabedal cultural, nas formas material e imaterial, todos sofisticados e de beleza estética comprovada. “Estamos sempre nos deparando com novas descobertas sobre os hábitos e cosmogenia desses povos, que têm muito a nos ensinar os seus saberes, culturas, línguas mitos, rituais e músicas”, explica. No entender da coordenadora, atualmente tem crescido bastante o interesse da humanidade sobre a vida dos indígenas, que sabem conviver em harmonia com o meio ambiente, numa atitude de respeito com seus semelhantes. Para ela, as ideias estereotipadas a respeito dos povos indígenas, um grande preconceito, estão sendo deixadas de lado e hoje são vistas por outro ângulo. Atualmente, o Instituto Brasileiro de Museus, a Fundação Nacional do Índio e o Museu do Índio estão realizando um trabalho muito importante para a pesquisa e a preservação da memória. Essa parceria tem sido fundamental para a construção de uma sociedade inclusiva e democrática. ”A cada dia que passa os preconceitos estão sendo desconstruídos e a cultura indígena se tornou um parâmetro para a vida da atual e das futuras gerações”, disse o secretário Municipal de Cultura, Jorge Carvalho. O secretário da Cultura afirmou que o evento, apesar de passageiro, deixa um legado de conhecimento, que passará a fazer parte da cultura da população de Canavieiras e outras cidade onde a 9ª Primavera de Museus foi realizada.
“Assim como os povos indígenas souberam guardar suas histórias para transmiti-las às novas gerações, é nossa obrigação aprender com eles para que possamos deixar um mundo melhor para nossos filhos e netos”, concluiu Jorge Carvalho.
 

Jabinho Sena Copyright © -- Site criado em 25/06/2011 #Camacan Bahia# 2011/2015