24 de set de 2015

Canavieiras reivindica implantação de Centro de Educação Profissional


O prefeito de Canavieiras, Almir Melo, pretende ampliar a oferta dos cursos de educação na cidade, com a implantação de um Centro Territorial de Educação Profissional. No entender do prefeito, aos poucos, Canavieiras foi perdendo esses cursos técnicos, como o Normal e Contabilidade, que contribuíram decisivamente para a formação profissional dos jovens. Nesta terça-feira (22), o prefeito se reuniu com a secretária municipal da Educação Emília Cristina Augusto dos Santos, e com a diretora do Colégio Estadual Osmário Batista (Ceob), Lizandra Carol de Carvalho. O tema do encontro foi a possibilidade do Ceob sediar toda a estrutura dessa nova modalidade educacional, caso venha a ser implantada na cidade. Para o prefeito Almir Melo, está se tornando impraticável a formação profissional dos jovens canavieirenses, pois os que podem são obrigados a se deslocar para outros centros em busca da educação. Já os que têm de trabalhar e estudar à noite, enfrentam uma grande “maratona” em viagens diárias para estudar em cidades da região que mantêm esses cursos. O prefeito de Canavieiras disse que irá tratar do assunto junto à Superintendência da Educação Profissional, ao secretário Estadual da Educação, Osvaldo Barreto, e, se preciso, com o governador do Estado, Rui Costa. “Esse é uma demanda muito justa e que vai beneficiar centenas de jovens, que não mais precisarão se deslocar constantemente para receber formação profissional fora de sua cidade”, disse o prefeito. Canavieiras, no entender de Almir Melo, reúne todas as condições de sediar um estabelecimento de ensino como um Centro Territorial de Educação Profissional, por ser um centro regional. Segundo ele, alunos de cidades como Santa Luzia, Belmonte, Mascote, Una e Camacã seriam beneficiados com essa possibilidade. Outro argumento utilizado pelo prefeito é que Canavieiras atualmente é um dos locais escolhidos para sediar empreendimentos nas mais diversas áreas do turismo e agroindústria, que contrata pessoal especializado. “Temos uma demanda muito substantiva por esse tipo de mão de obra e esse centro iria contribuir ainda mais para o nosso desenvolvimento socioeconômico”, justifica Almir Melo. Na reunião com a diretora do Ceob e a secretária da Educação, ficou evidenciado que as instalações do colégio podem abrigar um estabelecimento educacional deste tipo, sem grandes modificações. O Ceob dispõe de uma estrutura física com 14 salas de aula, um grande auditório, laboratório de
ciências e de informática e quadra de esportes. O Colégio Estadual Osmário Batista (Ceob) está em funcionamento há mais de 56 anos e sempre foi uma referência em educação junto à comunidade canavieirense. No período de 1958 a 1998 ofereceu o cursos técnico de Contabilidade e de 1958 a 2015, o curso Normal (antigo Magistério), que foram extintos, sem a implantação de cursos em outras áreas. Para o prefeito, a cada dia que passa surgem novas profissões e habilidades sem que as jovens canavieirenses possam desfrutar desse conhecimento, no sentido de disputar em igualdade de condições com os de outros centros. “Nossos jovens estão deixando a cidade em busca de oportunidades em Itabuna, Ilhéus, Uruçuca e Arataca, e muitos deles por lá mesmo ficam, deixando uma lacuna no setor produtivo e da comunidade”, ressalta Almir Melo. Além da Prefeitura, outras instituições como a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), entidades sindicais e alguns vereadores apoiam a implantação do Centro Territorial de Educação Profissional em Canavieiras. “Com isso, seria evitado ainda, que a primeira escola estadual implantada em Canavieiras, e que contribuiu para a formação de tantos jovens de nossa cidade, fechasse
 

Jabinho Sena Copyright © -- Site criado em 25/06/2011 #Camacan Bahia# 2011/2015