WhAtsapp

WhAtsapp

sábado, 12 de julho de 2014

Força Nacional e PM reassumem as áreas de conflitos com índios na Bahia

A Força Nacional e a Secretaria da Segurança Pública, através da Polícia Militar, reassumem a partir de segunda-feira (14/7), o comando das operações policiais nas áreas de conflito entre indígenas e produtores rurais, no Sul da Bahia, decisão tomada após reunião do Governo do Estado e o Ministério da Justiça. Em março, o Exército assumiu o policiamento nos municípios de Buerarema, Una e Ilhéus (Olivença), após o pedido de aplicação da Garantia da Lei e da Ordem (GLO), feito pelo governador Jaques Wagner ao ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo. A Força Nacional, que já disponibilizava um pelotão nas regiões de conflito, irá incorporar mais um grupamento de policiais e reforço logístico. Já o efetivo da PM naqueles municípios foi reforçado, principalmente na zona rural, região de atuação das Forças Armadas durante a GLO. Os policiais atuarão durante o período de transição, neste final de semana, e permanecerão após a saída definitiva do Exército, que acontece segunda-feira. No total, 130 militares, distribuídos em regime de plantão, no 15º Batalhão e na Companhia Independente de Policiamento Especializado/Cacaueira, ambos sediados em Buerarema, na 69ª Companhia Independente da Polícia Militar e no Comando de Policiamento Regional Sul, em Olivença, distrito de Ilhéus, e na 71ª CIPM, em Una, reforçarão o efetivo já disponível na região. Antes da aplicação da GLO, em março deste ano, em reunião com representantes do Ministério da Justiça, das Forças Armadas, e das policias Militar, Civil e Técnica, o secretário da Segurança Pública, Maurício Teles Barbosa, já determinara o aumento do efetivo policial empregado na região, diante do aumento dos conflitos pela posse de terra. (Tribuna)

0 comentários:

Postar um comentário