WhAtsapp

WhAtsapp

terça-feira, 24 de junho de 2014

Mulher condenada à morte por se casar com cristão é libertada



O tribunal de Cartum, capital do Sudão, anulou a condenação à morte da sudanesa que renunciou ao islamismo para se casar com um cristão. Meriam Ibrahim, de 27 anos, foi libertada nesta segunda-feira (23). De acordo com a agência de notícias Suna, a sentença foi anulada depois que os advogados de Meriam apresentaram sua defesa. A sudanesa foi condenada por se casar com o cristão Daniel Wani em 2011. No momento, ela estava grávida e deu à luz à sua filha dentro da prisão. O Código Penal do Sudão, desde 1983m criminaliza a conversão de islamistas a outras religiões. Homens no país podem se casar com mulher de outras religiões, mas o casamento entre mulheres muçulmanas e homens de qualquer outra fé é proibido.

0 comentários:

Postar um comentário